22 de dez de 2016

QUAL O VALOR DO SEU TRABALHO?

oi pessoal,
hoje quero conversar com vocês que fazem e vendem artesanato.
Mas quem é vendedor também entende bem do que falarei.

No meu caso,cada peça que vendo tem um valor,que inclui material,meu tempo e trabalho para confeccioná-la.Tudo tem um custo e os preços dos tecidos,linhas,energia elétrica....Sofreram aumentos e nós nem sempre conseguimos descontos nas lojas e muito menos na tarifas de energia.

Mas aí,vem "aquele cliente" que pede descontos em quantidade até nas taxas de envio,acreditem.
Não sou contra as promoções,sempre faço em minha loja e compro em promoções.
Estou falando de pessoas que vem o preço promocional e ainda querem negociar mais,desvalorizando totalmente seu trabalho,a ponto de não se importar,se você vai ter mega prejuízo.

Um exemplo:
Eu tinha uma cliente que comprou durante anos comigo,sempre dei descontos caso o pagamento fosse à vista etc.... Certo dia ela me procurou com um pedido diferente,uma flor cujo modelo eu não comercializava mas que sabia fazer.
Fiz uma amostra e mandei a foto para ela,que adorou.Essa foi a parte boa da coisa.Ela queria o modelo mas não queria pagar o preço que dei.
Disse que se fosse a vista,eu daria desconto como sempre fiz.
Mas ela queria mais barato.
Disse que não seria possível.Aí ela resolveu apelar,falou que viu em outras lojas pelo preço tal,pagamento por cartão....
Continuei firme em minha posição,explicando apenas que o valor da peça era devido ao material de qualidade,ao tempo de confecção....
Mas ela nem ouviu,insistia que era para revender e nesse preço teria que aumentar o preço dela também.
Nada mudou,continuei firme.
Ela não desistiu,falou que há dois anos quando comprou comigo minhas peças eram mais baratas!
Como? Há dois anos atrás?Tudo era mais barato.os preços sobem,sinceramente eu estava no meu limite.Senti que ela queria me ganhar no cansaço.
Á aquela altura,ela já estava dando praticamente o preço do meu produto,segundo o que ela achava justo pagar.
Então coloquei um ponto final,o preço era aquele e pronto.Ela desligou o telefone.
Passado algum tempo ela entrou em contato comigo muito chateada.Ela contou que havia comprado a tal flor,no preço que ela queria,mas que os clientes dela não gostaram.Só pude dizer."Lamento,isso acontece"

Ficou para mim a certeza,de que nós artesãs devemos ser justas mas não devemos esquecer de valorizar nosso talento.Devemos focar em atender o melhor possível,fazer tudo com carinho e cobrar o valor devido.Quantidade não é qualidade nem sinônimo de lucro.Faças as contas,dê descontos que incentivem mas que não desvalorizem o seu trabalho.Porque ele é único,aperfeiçoe suas técnicas,se dedique a atender melhor,buscar materiais de qualidade e bons preços.Mostre para seu cliente a diferença de comprar o seu produto,não pelo preço mas pela qualidade.Essa é minha dica,bons negócios e um 2017 de sucesso!!!!

Um comentário:

  1. Adorei o post. Com o tempo fui aprendendo a valorizar minha hora trabalhada. Sempre me deparo com clientes igual a do seu exemplo. Fico firme tb, é o preço que dei e pronto. Se a gente cede. .. passa o mês trabalhando de graça. Prefiro "perder" a encomenda... Quem valoriza artesanato paga o preço que damos! Chega da besteira de se chegar ao valor de venda multiplicando o custo do material por 3 também. ... É o material + valor da minha hora trabalhada.... Se todas as artesãs se valorizassem ... Se preocupassem em se aprimorar... Seríamos mais respeitadas.

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário.
Venha curti minha página no facebook
https://www.facebook.com/AtelieFuxikitoseCia/